fbpx

Manifesto de mudança de ciclo e estação

Eu queria ter feito isso no primeiro dia da primavera, mas acabei adiando por motivos diversos.
Sei que é mais importante para mim do que para quem lê. E assim deve ser:
Da minha alma para a sua. Gratidão por sua presença, acolhimento e respeito.

Muitas vezes tenho falado de fins de ciclos e início de outros. E eles são sempre naturais.

Porém, nem sempre as mudanças são visíveis nos nossos meios sociais ou mesmo profissionais.

A primavera sempre coincide com meus ciclos de mudanças, e dessa vez eu acredito e anuncio que elas serão mais evidenciadas aqui nesse site e nas minhas redes sociais.

Isso não aconteceu de um dia para o outro. Vem ocorrendo no decorrer de anos, mas de muitas formas eu me via limitada, cuidadosa ao com a minha expressão.

Eu ponderava, me recolhia e esperava os impulsos se acalmarem. Eles eram muito ousados, perigosos para a minha integridade.
Uma imagem que precisei criar ainda na infância por acreditar que silenciar minha vontade e expressão estava ligada à minha sobrevivência. E estava.
Mas crescer exigiu a difícil e dolorosa quebra de paradigmas.

Havia um turbilhão dentro de mim, mas não me permitia externar de forma completa. Me faltava achar uma fenda na dura rocha de condicionamentos do meu antigo eu, e do sistema de crenças ao qual fui moldada.

A repressão dessas águas, ventos, lavas internas, não raramente me levou à exaustão e por vezes, adoecimento.

E após tanto tempo de mergulhos profundos no meu interior, fui encontrando os caminhos de auto-permissão. E as águas, ventos, lavas retidas encontraram um meio de transbordo seguro, porém não fraco ou suave.

Um transbordo necessário do meu eu mais profundo, verdadeiro e humano. Cheio de todas as emoções, limitações e poderes que todos os humanos possuem. Mas sob orientação do meu pedaço mais sábio.

Esse pedaço agora tem permissão – a minha – para tomar a frente. Somos eu e minha consciência de propósito. A perfeita combinação de corpo-mente-alma: um Ser Integral.

Já não vivo e trabalho apenas para mim, mas pelo que acredito. Pelas verdades, anseios e ideias que fazem meu coração bater. Somos uma equipe, uma egrégora de muitas facetas de mim mesma.

Talvez essas verdades, esses propósitos, as minhas visões e interpretações sobre o mundo que vou expressar aqui – não como verdades absolutas – mas sob filtro do meu Ser, sejam dissonantes das de algumas pessoas. E eu as liberto do compromisso de ficar, pois cada qual precisa se comprometer com suas próprias verdades e valores.

Permaneça, porém, se minha energia, ideias e verdades ressoarem.
As portas estão abertas. A liberdade, a integridade e o respeito são bandeiras dessa casa.

Só para ter uma ideia, o início desse novo ciclo é regido por um arquétipo poderoso que tem muito a nos ensinar. O nome dela é Lilith.

Denise Bruno

Manifesto de mudança de ciclo e estação
manifesto de mudança de ciclo e estação - denise bruno site
Rolar para o topo